As barragens de Santo Antônio e Jirau significam a privatização do rio Madeira, com mais de 25 bilhões de reais de dinheiro público para a construção das barragens e garantia de que por 30 anos as empresas vão faturar mais de R$ 115 bilhões com a geração, R$ 22 bilhões com a transmissão e mais de R$ 130 bilhões com a distribuição de energia elétrica. Para o povo, ficam as violações de direitos humanos e a conta a pagar.

Notícias

Empresa responsável pela usina não tem prestado auxílio a pescadores da vila de Abunã, da líder assassinada Nicinha

Cerca de 150 atingidos pelas hidrelétricas de Jirau e Santo Antônio em Rondônia, organizados no Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), trancaram o acesso à...

Santo Antônio e Jirau