Região Sudeste

O rompimento da barragem de Fundão é considerado um dos maiores crimes ambientais da história da mineração global. Foram derramados cerca de 40 bilhões de litros de lama na natureza que percorreram quase 650 km entre Mariana, em Minas Gerais, até a foz do Rio Doce no distrito de Regência, em Linhares, Espírito Santo.

Assembleia reúne mais de 250 atingidos para entregar a pauta para a Samarco

Semanalmente o Ministério da Saúde atualiza os números do surto da febre amarela. De 1º de julho de 2017 a 6 de fevereiro de 2018, já foram 353 casos confirmados no país com 98 mortes. Crescendo exponencialmente semana a semana, muitas pessoas tentam entender como uma doença erradicada nos grandes centros urbanos desde 1942 segue fazendo novas vítimas nas capitais.

Samarco (Vale\BHP Billiton) recebeu a pauta que foi elaborada entre setembro e dezembro de 2017 nas reuniões dos Grupos de Base acompanhados pela Assessoria Técnica Independente da AEDAS.

Após a exibição do filme, evento contou com bate-papo com protagonista do filme

Cerca de 250 pessoas marcharam pelas ruas de Chapada do Norte até a prefeitura da cidade

Aconteceu na noite desta quinta-feira (14) o lançamento do Comitê do Fórum Alternativo Mundial da Água (FAMA) em Minas Gerais. Entidades estiveram reunidas durante audiência pública na Assembleia Legislativa para mostrar a unidade e disposição das organizações mineiras na construção do fórum que visa proteger as águas brasileiras contra o capital estrangeiro.

Separados pela lama, unidos pela luta, famílias questionam como a Samarco fez quatro barragens e foi incapaz de construir 9 casas para o reassentamento.

1)      Memória permanente do rompimento e dos mortos

Neste dia 5 de novembro completaram-se dois anos do rompimento da barragem de rejeitos de Fundão, de propriedade da Samarco Mineração S.A, controlada pela Vale e pela BHP Billiton, as duas maiores mineradoras globais no minério de ferro.

Desde o rompimento da barragem de Fundão em Mariana (MG), milhares de pessoas que vivem as margens do Rio Doce lidam com a incerteza do futuro da Bacia Hidrográfica. Além dos municípios Mineiros, comunidades e cidades do Estado do Espírito Santo sofrem com as consequências do crime da Samarco (Vale/BHP Billiton).

Durante o seminário Balanço de 2 anos do rompimento da barragem de Fundão, a pescadora Regiane Soares manifestou sua indignação em relação aos descaso da Fundação Renova com as mulheres atingidas.