Banner-site_Belo-Monte

Belo Monte

Após 28 anos de espera, a Terra Indígena (TI) Cachoeira Seca, dos índios Arara, foi homologada com o decreto sancionado ontem (5 de abril) pela presidenta Dilma Rousseff.

Prestes a começar a funcionar, usina deixa um rastro de miséria e tristeza

Mais de 500 moradores da lagoa do bairro Independente 1 em Altamira (PA) reuniram-se nessa tarde com representante do Ibama, Governo Federal e Defensoria Pública da União. Eles pretendem ser reconhecidos como atingidos por Belo Monte e cobram uma posição do órgão licenciador sobre o tema.

As mulheres atingidas por barragens do Pará somaram às milhões de mulheres lutadoras desse país e foram às ruas nesse 8 de Março denunciar o abuso do preço da energia. Elas também denunciam que o modelo energético de nosso país causa graves violações de direitos humanos, sendo as mulheres as mais prejudicadas.

Moradores do bairro Independente II, Altamira (PA), protestaram em frente à sede da Norte Energia na tarde de hoje (7 de março). Mais de 500 famílias tiveram suas casas alagadas na cidade após uma forte chuva esta manhã. Segundo relato dos atingidos, o motivo é o represamento do Xingu devido à hidrelétrica de Belo Monte.  

Bairro Independente II

Após um intenso dia de chuva em Altamira (PA), mais de 500 famílias do bairro Jardim Independente I tiveram sua comunidade alagada. As famílias, organizadas no Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), denunciam que o lago da hidrelétrica está impactando diretamente o escoamento da água da chuva. Elas exigem ser reconhecidas como atingidas.

The Canadian mining company Belo Sun plans to extract gold from the region of Volta Grande do Xingu and “bought” public land without consulting the Federal Institute for Colonization and Agrarian Reform – INCRA. The denounce, was made by the INCRA during the public audience held by the Public Ministry of the state of Pará (MPE), due to the demand of the people affected by the open gold mining projects in Brazil.

A mineradora canadense Belo Sun, que pretende extrair ouro da região da Volta Grande do Xingu, adquiriu terras públicas sem consultar o Incra, denunciou servidor do órgão. A denúncia da irregularidade aconteceu durante audiência pública convocada pelo Ministério Público do Estado do Pará (MPE), como atendimento a uma demanda dos atingidos pelo maior projeto de mineração de ouro a céu aberto do Brasil.

“Enquanto o Brasil todo se mobiliza contra o mosquito Aedes a Norte Energia pretende deixar a centenas de famílias, incluindo dezenas de grávidas e crianças, em uma área de risco a saúde coletiva”

Cerca de 300 atingidos por Belo Monte organizados no Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) se reuniram ao final da tarde de ontem (27 de janeiro) com o IBAMA, Casa de Governo, Defensoria Pública da União e a Norte Energia. Eles vivem no bairro Independente II, na área urbana de Altamira, local previsto para alagamento permanente de onde, até o momento, nenhuma família foi removida.