Banner-site_Belo-Monte

Belo Monte

A Norte Energia concluiu o cadastro de 7.790 famílias atingidas pela barragem Belo Monte na área urbana de Altamira. Ser cadastrado pela empresa é o primeiro passo para garantir o direito a uma casa no reassentamento. Porém, muita gente ficou de fora desse cadastro!

São pessoas que: ao saberem que seriam atingidas, desistiram de construir moradia própria e ficaram de aluguel ou agregadas; que construíram logo após o cadastro; que estão em áreas alagadiças nunca identificadas; ou mesmo que, na condição de família agregada, não foram consideradas na hora do cadastro.

No município-sede de Belo Monte, "premiado" com um recurso de até R$ 10 milhões a mais por mês, os benefícios não chegaram a quem mais precisa

Um operário morreu na noite desta terça-feira (15) após ser atropelado no Sítio Canais e Diques, um dos canteiros de obras da Hidrelétrica de Belo Monte, no Pará. 

Há um animal estranho rondando a Amazônia, às vezes atraente, às vezes nojento, muito esquisito. Uns dizem tê-lo visto frente a frente, aqui e acolá, e descrevem-no, mas as descrições não combinam. No entanto, pelos sinais deixados na terra, no ar, na água e no fogo, ninguém, com um mínimo de senso, duvida de que se trata do mesmo animal, em mutação.

People Affected by Belo Monte are in anguish by the delay of Norte Energia to ensure the resettlement of the families of the baixões in Altamira (flood area). The company has committed to resettle 4100 families by the end of the year, but until now only 257 families are resettled.

Os atingidos por Belo Monte estão angustiados com a demora da Norte Energia em garantir o reassentamento das famílias dos baixões de Altamira. A empresa se comprometeu a mudar 4.100 famílias até o fim do ano, mas até agora só foram mudadas 257 famílias.

“Disseram que está tudo certo já faz dois meses, mas até agora não sabemos quando vai ser a mudança”, criticou Janaína, moradora do bairro Boa Esperança. Na sua rua, muitas famílias já foram mudadas para o loteamento Jatobá, mas algumas ficaram para trás e se sentem inseguras.

A Grande Serpente, que se achegou de mansinho, que se deitou comigo, no meu leito, que fez juras de amor, com beijos e abraços, agora me trai, me estupra, me chuta, e me joga fora

Olhar o mundo apenas a partir das vítimas produz até boas denúncias e é bom para ser coitado. Dá até troféu para quem sofre mais. Mas olhá-lo a partir das vítimas em luta, e fazer as intervenções necessárias no momento oportuno, é criar a possibilidade de transformá-lo, na sua estrutura mais profunda.

Nos dias 31 de maio e primeiro de junho, aconteceu o seminário regional do Plebiscito Popular em Brasil Novo, Transamazônica, Pará, com presença de 36 pessoas de cinco municípios (Placas, Medicilândia, Brasil Novo, Altamira e Anapu) e de 5 diferentes organizações (Comissão Justiça e Paz, Movimento dos Atingidos por Barragens, Levante Popular da Juventude, Movimento de Mulheres Altamira e igreja).