Jornada de Lutas

Entre os dias 18 a 21 de agosto, aconteceu na comunidade Belo Monte, em Altamira, o 21° encontro das CEBs da Transamazônica. A comunidade está no foco da conjuntura pois é onde está sendo implantada a barragem de Belo Monte.

Os militantes do MAB realizaram uma grande assembléia popular com os moradores do bairro Boa Esperança.

Cerca de 70 pessoas, membros de diversas organizações sociais do campo e da cidade, participaram nos dias 17 e 18 de agosto de mais um Seminário da Plataforma Operária e Camponesa da Energia em Minas Gerais, agora realizado na cidade de Ponte Nova, na Zona da Mata mineira. O evento também é parte da Jornada de Lutas promovida pela Via Campesina neste mês de agosto.

Cerca de 200 pessoas de movimentos sociais e sindicatos fizeram um ato na tarde desta sexta-feira (19) na Praça da Bandeira, em Campina Grande (PB). A atividade faz parte da Jornada Nacional de Lutas.

Participaram do ato integrantes do MAB, do MST, da Assembleia Popular, da Associação de Docentes da Universidade Federal de Campina Grande, da Associação dos Docentes da Universidade Estadual da Paraíba, do Sindicato dos Trabalhadores do Agreste da Borborema, entre outras entidades.

Os militantes, de movimentos populares do campo e da cidade ligados à Assembléia Popular, defendem a necessidade da construção de um Projeto Popular para o Brasil que se contraponha aos interesses dos latifundiários e das grandes empresas multinacionais.

Agosto de 2011

I- MEDIDAS DE EMERGÊNCIA

1. Plano de emergência para resolver a situação das 60 mil famílias acampadas, algumas há mais de 14 anos esperando. Manter a desapropriação, de acordo com o Projeto Inicial de 5 km na margem do Canal da Transposição do São Francisco pra Reforma Agrária, com a implantação de sistemas de irrigação. Realizar plano de reassentamento de todas as famílias já atingidas por barragens de hidrelétricas concluídas e de imediato reassentar as 12 mil famílias já cadastradas.

Trabalhadores montam acampamento nacional em Brasília

O acampamento será parte da Jornada Nacional de Lutas que acontece em todo o Brasil a partir do dia 22 de agosto. Além do acampamento, atos políticos e culturais devem acontecer em Brasília e nos Estados onde a Via Campesina e a Assembleia Popular estão organizados.

Mais sobre a Jornada de Lutas

Entre as pautas da Jornada de Lutas da Via Campesina está o combate aos agrotóxicos. Assim, durante a semana que vem, os movimentos do campo vão denunciar o uso abusivo de veneno na agricultura e os males que o consumo de alimentos contaminados causa à saúde das pessoas.

O agronegócio representa 15,6% dos estabelecimentos agrícolas, embora monopolize 75,7% da área agrícola. Este modelo é a combinação do moderno e do atrasado, onde o capital financeiro aplicado em grandes empresas avança com a depredação ambiental, trabalhadores mantidos em regime de semi-escravidão, concentração da renda e da riqueza, anistia das dívidas dos ruralistas a cada cinco anos e expulsão de milhares de famílias do campo.

Ouça o programa sobre este tema. Você também poderá fazer download para divulgação e veiculação.

Nesta Jornada Nacional de Lutas trabalhadores do campo e da cidade estarão debatendo e levando para a sociedade a campanha Nacional Contra o Uso de Agrotóxicos e pela vida.

Ouça o programa sobre este tema. Você também poderá fazer download para divulgação e veiculação.