Uma das responsabilidades assumidas pelo MAB em nossa luta é a garantia do direito dos atingidos e atingidas por barragens de produzir alimentos saudáveis e energia. Por isso temos dedicado esforços para a construção de hortas livre de agrotóxicos com produção de pequenos animais (PAIS - Produção agroecológica Integrada e Sustentável), cisternas de captação de água da chuva, construção e instalação de placas de aquecimento solar de água e diversas outras ações que fortaleçam a capacidade produtiva das famílias atingidas por barragens.

Produção

Na próxima sexta-feira, dia 30, o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) estará organizando um ato político de assinatura do convênio para a Produção de Alimentos Agroecológicos e do Programa de Irrigação para os Pequenos Agricultores.

O convênio é assinado entre o MAB e o Governo do Estado do Rio Grande do Sul, através da Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo. Já está confirmada a presença do secretário estadual do Desenvolvimento Rural, Ivar Pavan.

Cerca de 100 pessoas participaram nesta terça-feira (11) do ato político de inauguração da primeira unidade de Produção Agroecológica Integrada e Sustentável (PAIS) construída em áreas organizadas pelo Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), em Minas Gerais.

Cerca de 200 pessoas participaram na sexta-feira (24) do ato de inauguração de uma unidade de Produção Agroecológica Integrada e Sustentável (PAIS), uma placa de aquecimento solar e uma cisterna. Esta é mais uma conquista do MAB, fruto de muitas lutas e da organização popular. A atividade ocorreu no reassentamento Santa Inês, em Chopinzinho, no Paraná.

Militantes do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) participarão, de 20 a 24 de agosto, de um curso de capacitação para a instalação da tecnologia social do PAIS, Produção Agroecológica Integrada e Sustentável, além de placas de aquecimento de água e cisternas. O curso acontecerá no reassentamento Santa Inês, em Chopinzinho, no Paraná.

Entre os temas do curso está a análise da conjuntura geral e da agricultura e a política de implantação das conquistas do MAB. Além dos debates, os militantes irão botar a mão na massa e aprender a construir as tecnologias.

Cerca de 200 pessoas participaram do ato de inauguração de uma unidade de Produção Agroecológica Integrada e Sustentável (PAIS), no último domingo (22), no Reassentamento Passo da Conquista, em Erechim (RS).

Os militantes do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) que estão participando de um curso de formação desde o início da semana iniciaram hoje (20) a construção de uma unidade familiar de Produção Agroecológica Integrada e Sustentável (PAIS), no Reassentamento Passo da Conquista, em Erechim (RS).

O Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) iniciou na manhã de hoje (18) um curso de formação técnica para a implementação de unidades de Produção Agroecológica Integrada e Sustentável (PAIS). A atividade está ocorrendo no Seminário Nossa Senhora de Fátima em Erechim e estão participando 40 técnicos de 6 Estados: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais, Ceará e Bahia.

O Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) participa nesta quinta-feira (12) do lançamento do Plano Safra estadual, que será anunciado pelo governador do Estado do Rio Grande do Sul, Tarso Genro. O evento ocorre às 11 horas no Palácio Piratini, com a presença de vários movimentos sociais ligados ao campo, a dos ministros do Desenvolvimento Agrário (MDA), Pepe Vargas, e do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Tereza Campello.

O Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) encerrou um projeto de 11 hortas comunitárias do tipo mandalas, com o apoio de Eletrosul, nos Estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina.