Atingidos fazem assembleia na barragem de Foz do Chapecó

Cerca de 200 pessoas organizadas no Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), fizeram uma assembleia na manhã deste dia 14 na entrada de acesso às turbinas da barragem de Foz do Chapecó, no município de Alpestre, no Rio Grande do Sul.

O objetivo da atividade é cobrar dos órgãos responsáveis pela implementação da hidrelétrica a solução dos problemas que ficaram com a construção da barragem. Além disso, os atingidos debatem o atual modelo energético que beneficia somente as empresas donas das barragens. “Aos atingidos e as populações ribeirinhas restam os problemas, como é o caso aqui da Foz do Chapecó”, afirmou um agricultor atingido pela barragem.

A mobilização faz parte do Dia internacional de lutas contra as barragens, pelos rios, pela água e pela vida.

Assessoria de Imprensa

54 3522 1857

49 84379640