Dez meses após crime da Samarco, MAB realiza encontro com 500 atingidos em Mariana

O encontro acontece no distrito de Paracatu com o objetivo fortalecer a união dos atingidos em torno de um debate comum e de uma organização forte e unificada com o intuito de garantir os direitos.

O Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) realiza neste sábado (3) o “Encontro dos atingidos pela Samarco na Bacia do Rio Doce”. Mais de 500 atingidos estão reunidos em Paracatu, um dos distritos de Mariana atingido pela lama da Samarco. No domingo (04) os atingidos estarão em Bento Rodrigues.  

O encontro tem por objetivo fortalecer a união dos atingidos em torno de um debate comum e de uma organização forte e unificada com o intuito de garantir os direitos, além de denunciar a construção do dique s4 em Bento Rodrigues que alaga o subdistrito, impede o acesso de seus moradores ao local, verdadeiros donos da comunidade, e privatiza e destrói um lugar de valor histórico e cultural para toda a região.

Nesta data, atingidos vindos de diferentes regiões do Brasil estarão reunidos em solidariedade nos distritos de Paracatu de Baixo e Bento Rodrigues para unificar a pauta e a luta dos atingidos pela lama da Samarco até foz do Rio Doce.

A atividade também é parte da preparação para a “Marcha de Regência à Mariana” que vai ocorrer de 31/10 a 02 de novembro, e o “Encontro do Movimento dos Atingidos por Barragens" na cidade de Mariana entre os dias 03 a 05 de novembro para relembrar um ano de crime da Samarco.